Espelho meu: Lizi, Jac e Sa


As Olimpíadas deste ano acabaram no último domingo de manhã. No mesmo dia, três meninas especiais e vencedoras acordaram diferentes. Não, mais do que com ressaca. Com medalhas no peito. Acordaram formadas. Nem ouro, nem prata, suas medalhas são feitas de um minério de valor inestimável, desconhecido por grande parte dos brasileiros, que o tempo não rouba, nem a traça da sociedade corrupta corrói. O conhecimento é isso.

Colocar lado a lado os jogos olímpicos, as medalhas que eles concedem e os diplomas de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda de Jac Oliveira, Liziane Cordeiro e Samanta Lançanova de Moura tem bons motivos.

Vocês viram, mesmo que no jornal ou revista, o estádio Ninho de Pássaro? Viram o Cubo D’Água? Poisentão. Pra mim, mesmo toda a suntuosidade desses dois monumentos, o avanço na beleza das cerimônias de abertura e encerramento dos jogos e as moderníssimas técnicas de medição de resultado não são páreos para a principal atração das Olimpíadas: a capacidade humana de superar seus limites.

Sa, Lizi e Jac começaram a faculdade, há quatro, cinco, seis ou sete anos, como favoritas. Como o Phelps na natação ou os quenianos nas provas de resistência. E como eles, as três confirmaram o favoritismo. Mas como o Phelps ou as seleções mais fortes, o favoritismo não admite fraqueza. Não é menor aos favoritos a entrega, a luta, a perseverança. Não é menor o mérito. A As, minha namorada, recebeu os sonhados chapéu e canudo na noite do dia 22 de agosto, minutos antes de cantar, orgulhosa, o hino riograndense bem alto, para todo mundo ouvir. Inclusive seu pai, mãe, avó e avô. A Lizi e a Jac colaram grau juntas, no dia seguinte, um sábado. O sol estava alto quando tocou Quando o sol bater na janela do teu quarto pra Jac desbravar o quarto, melhor, o palco, rumo à grande conquista. E a Lizi. Bom, a Lizi carregava no rosto feliz daquela tarde a fisionomia de quem venceu. Não sei se um algoz, não sei se o tempo, não sei se a lógica. Só sei que a Lizi venceu todos.

Tive o privilégio de estar na formatura das três e ver a alegria das três. E ver o orgulho dos pais das três enquanto batiam palmas e ofuscavam a visão com lágrimas. O que pensavam os pais? Não sei. Isso não se escreve. Foi bonito, isso eu juro que foi.

Tive o privilégio de ser o namorado de uma e o convidado das outras duas para esse momento memorável. De realização pessoal, de conquista, de vitória. Parabéns!

Com vocês, as formadas.


Liziane Cordeiro, jornalista

Lizi

Lizi

– A palavra mais bonita da língua portuguesa: saudade
– A mais feia: maldade
– O pior defeito da nossa sociedade: injustiça social
– Como achas que os outros te vêem? cara-de-pau
– Qual tua idéia de domingo perfeito? com sol e chimarrão
– O que queres estar fazendo e onde queres estar vivendo daqui 60 anos? com 86? espero, primeiro, estar viva! o lugar não importa, mas junto com a minha família, filhos e netos… 
– Qual tua memória mais antiga? tenho tantas, mas não sei qual é mais antiga que qual. lembro de cantar uma música que inventei em cima de uma mesa, gritando, e todo mundo em volta olhando e rindo. não sei se tinha 2 ou 3 anos. lembro até um pouco da letra “é por isso que eu canto, é por isso que eu grito”. composição das melhores!
– Qual tua idéia de felicidade? ter satisfação nas pequenas coisas, fazer o que se gosta, estar perto de quem se gosta
– Onde gostarias de viver hoje? no Rio de Janeiro
– Onde gostarias de passear agora? em Buenos Aires, bem acompanhada
– O que deixarias de fazer se a Internet acabasse? deixaria de ter contato com muitos amigos, fato propiciado pela internet
– Se pudesses eternizar alguém, quem seria? ninguém
– O que é a morte pra ti? algo que um dia vai acontecer comigo e com todo mundo, portanto, no stress
– O que tu fazes que te dá muito prazer? sexo? Hehehe, to brincando! gosto muito de assistir a um bom show! fotografar…
– O que fazes para espantar a tristeza? faço piadas sem graça de tudo, até na pior das desgraças
– Um filme: across the universe
– Um livro: o estrangeiro
– Um som/música: Nando Reis
– Um lugar: Rio de Janeiro
– Um site: www.clicrbs.com.br?  não! www.unisinos.br? não! hehehe E o site é: www.google.com.br
– Uma coleção (que tens ou ja tiveste): gibi
– Um doce: chocolate
– Uma bebida: coca-cola
– Um prato: pizza!
– O que já cozinhou de mais extravagante (da torrada com orégano ao pato ao molho de laranja)? ovo frito
– O conselho que nunca esqueceu: não sou boa de lembrar conselhos, nunca aceitei muito bem receber conselhos. sou mais de um bom papo argumentativo, que me faça pensar e rever as coisas
– Um pensamento: é fuçando que se aprende (criei ontem)

Jacqueline Oliveira da Rosa, jornalista

Jac

Jac

– A palavra mais bonita da língua portuguesa: superação
– A mais feia: mentira
– O pior defeito da nossa sociedade: violência
– Como achas que os outros te veem? vixe, difícil essa… acho que me vêem como alguém forte. Isso não significa que eu me veja da mesma forma.
– Qual tua idéia de domingo perfeito? cinema e passeio na Redenção… ou DVD e edredon (de orelhas)!
– O que queres estar fazendo e onde queres estar vivendo com 60 anos? bah, isso tá muito longe. Não faço planos longínquos assim pois posso esquecer de viver o presente.
– Qual tua memória mais antiga? os Natais passados com meus padrinhos em Pelotas…
– Qual tua idéia de felicidade? satisfação profissional e as pessoas que amo perto de mim e, se elas não mais estiverem fisicamente perto de mim, que eu consiga conviver bem com a lembrança que ficar de cada uma delas. Felicidade é, sobretudo, aceitar que nem tudo na vida é como idealizamos.
– Onde gostarias de viver hoje? Porto Alegre estaria de bom tamanho
– Onde gostarias de passear agora? num spa bem relaxante, com banho de ofurô e tudo mais
– O que deixarias de fazer se a Internet acabasse? ué, tudo o que faço hoje com a internet! Acho que eu seria bemmm mais triste…
– Se pudesses eternizar alguém, quem seria? meu pai
– O que é a morte pra ti? uma saudade que não passa
– O que tu fazes que te dá muito prazer? sexo? hehhe. Fotografar!
– O que fazes para espantar a tristeza? ouço música, converso, durmo, fotografo…
– Um filme: putz, só um? Laranja Mecânica
– Um livro: Ensaio sobre a Cegueira, do Saramago
– Um som/música: só uma?? Quando o sol bater na janela do teu quarto
– Um lugar: meu quarto
– Um site: www.flickr.com/photos/jacoliveira é claro!
– Uma coleção (que tens ou ja tiveste): latinhas de refrigerante (já tive)
– Um doce: chocolate (forever)
– Uma bebida: água
– Um prato: carreteiro com feijão e salada de alface
– O que já cozinhou de mais extravagante (da torrada com orégano ao
pato ao molho de laranja)? fusilli integral com requeijão, alecrim e presunto
– O conselho que nunca esqueceu: olha, eu esqueço tudo… mas, o importante sempre fica na essência. Então deve ter sido os conselhos de nunca desistir das coisas nas quais acredito.
– Um pensamento:
Valorize o hoje e quem está a seu lado. O amanhã pode não chegar.


Samanta Lançanova de Moura, publicitária

Sa

Sa

– A palavra mais bonita da língua portuguesa: saudade
– A mais feia: maldade
– O pior defeito da nossa sociedade: egoísmo
– Como achas que os outros te veem? sei lá… como vc me vê?
– Qual tua idéia de domingo perfeito? almoço com a família e (parque da) redenção com os amigos
– O que queres estar fazendo e onde queres estar vivendo com 60 anos? viajando pelo mundo
– Qual tua memória mais antiga? do meu pai dizendo q era a última mamadeira q ele iria comprar. pq eu quebrava uma atrás da outra, tinha uns 2 para 3 anos. (detalhe: logo depois eles começaram a comprar as mamadeiras de plástico) 
– Qual tua idéia de felicidade? poder trabalhar naquilo q ama, morar perto da família e ter amigos para vida toda
– Onde gostarias de viver hoje? em uma fazenda, cuidando dos meus cavalos.
– Onde gostarias de passear agora? Machu Picchu
– O que deixarias de fazer se a Internet acabasse? tiraria férias
– Se pudesses eternizar alguem, quem seria? minha mãe
– O que é a morte pra ti? …
– O que tu fazes que te dá muito prazer? trekking
– O que fazes para espantar a tristeza? Eu não a espanto, aproveito o momento de tristeza …deixo ela ir embora sozinha.
– Um filme: todos do Indiana Jones….
– Um livro: O Tempo e o Vento
– Um som/música: Teatro dos Vampiros
– Um lugar: minha cama
– Um site: Google
– Uma coleção (que tens ou ja tiveste): papel de carta
– Um doce: quindim
– Uma bebida: vinho
– Um prato: churrasco
– O que já cozinhou de mais extravagante (da torrada com orégano ao
pato ao molho de laranja)? massa verde (com espinafre) com molho branco de alegrim
– O conselho que nunca esqueceu: faz o q eu digo e não o que eu faço
– Um pensamento: …

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Genéricos

4 Respostas para “Espelho meu: Lizi, Jac e Sa

  1. E lá no finzinho do teu texto eu chorei.
    Sorte a minha te ter na minha platéia.
    beijo

  2. Pingback: A sorte de se ser quem se é «

  3. Suellen Machado

    Tive a felicidade de compartilhar também esse momento com Lizi e Jac, mas não da platéia e sim literalmente ao lado delas, nos abraçamos no momento que cada uma de nós desceu ao palco para o momento glorioso, tão sonhado e esperado…, choramos e rimos naquelas rápidas duas horas…
    Parabéns mais uma vez meninas, faço minhas as palavras do Juliano, são vencedoras e merecedoras de todas as glórias desse momento e, essa é apenas uma das primeiras…

  4. Lizi

    Ju! Sei do que falas e tu sabes o que sinto! Estive lá, como testemunha também do teu momento! Talvez minha ficha ainda não tenha caído.

    Agora:
    A Lizi não sabe cantar o hino gaúcho! Ela aprendeu outro hino no colégio! hehehe A Lizi achou melhor não cantar do que cantar só o refrão! Ato falho? Não sei… Nem o nacional eu consegui cantar direito, minha boca não falava o que o cérebro mandava hehehe

    Beijos e obrigada por fazer parte deste momento!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s